Blog “Dr. Silva Mello” Guarapari-ES: 01/10/09 - 01/11/09

Interdição - Polivalente

A Gazeta

http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2011/02/769812-giro+capixaba.html

"Guarapari"

Polivalente funcionará em outro localOs 1,2 mil alunos da Escola Estadual Dr. Silva Mello, conhecida como Polivalente, no bairro Itapebussu, em Guarapari, passarão a estudar em um outro prédio, a 2km de distância. A unidade foi fechada por problemas na estrutura, que colocavam em risco a integridade física de estudantes e professores. O Ministério Público Estadual (MPES) entrou com uma ação civil pública, em dezembro, pedindo a interdição do local. Mas, antes que a ação fosse julgada, a própria Secretaria Estadual de Educação (Sedu) fechou a escola para reforma e alugou um novo prédio, por dois anos. As aulas - que deviam ter começado na última segunda-feira - só serão retomadas no próximo dia 14, e as horas perdidas serão repostas durante a semana, no contraturno e em um sábado. O Polivalente será totalmente reconstruído, com previsão de custo de R$ 8 milhões, mas não há previsão para início das obras.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

DIA DE AÇÃO DE GRAÇAS



Ações de graças em solo brasileiro

No Brasil, o “Dia Nacional de Ação de Graças” foi instituído por meio da Lei nº 781, de 17 de agosto de 1949, pelo presidente Eurico Gaspar Dutra. O Decreto nº 57.298, de 19 de novembro de 1965, regulamentou as comemorações. Finalmente, a Lei nº 5.110, de 22 de setembro de 1966, determina que o “Dia Nacional de Ações de Graças” seja comemorado na quarta quinta-feira do mês de novembro, sendo o Ministério da Justiça, o órgão legalmente incumbido de promover a sua celebração.

Há muitos motivos para agradecermos ao Senhor e as suas bênçãos não são proporcionais ao nosso merecimento, antes o excedem, mas podem ser citados:
1.O dom da fé. A convicção da Vida Eterna pela mediação de Jesus Cristo.
2.O dom da vida e as providências divinas visando a sua manutenção: água, ar, sol, chuva, alimentos em forma de grãos, raízes, folhas, frutos, etc.
3.Capacidades e habilidades. Estudo e trabalho. Talentos e dons individuais.
4.Convivência em família, em grupos e comunidades, em face de não sermos completos em si mesmos, mas precisamos dos outros, da sua solidariedade, da sua companhia, dons e talentos.
5.O dom da comunicação interpessoal que nos possibilita se aproximar de Deus e do próximo.
6.Pela oportunidade de repartir com os necessitados da nossa sociedade e pela nossa ação visando transformá-la num ambiente mais justo, com paz e prosperidade para todos.

PARA REFLEXÃO
1.Como você tem expressado a sua gratidão ao Senhor pelos benefícios recebidos ao longo da sua vida?
2.Se em “todas as coisas da vida” devemos ser gratos a Deus, quais as conseqüências de não confiarmos em Deus?


O Dia de Ação de Graças é um momento especial para agradecer por todas as maravilhas que nos cercam (Ts 5, 16-18), pela grande dádiva da vida, pela grandiosidade do universo e belezas da natureza, por todos os talentos e dons presenteados à humanidade (Sl 117). Dia em que todos devem fazer uma pausa em seus afazeres, independente de sua fé e crenças, e refletir, agradecer a Deus por todos os bens recebidos: a saúde, o amor, a pátria, o trabalho, a família, pelo conforto e auxílio nas dificuldades cotidianas.







Galeria de imagens:


Apresentação do grupo de dança e louvor da Igreja Assembléia de Deus em nossa escola convidados pela profª Gina de Paula.



























segunda-feira, 19 de outubro de 2009

A IMPORTÂNCIA DA GINÁSTICA NA ESCOLA

Escola Estadual de Ensino Médio " Dr. Silva Mello "
Guarapari ES


“Ensinar exige a convicção de que a mudança é possível.”
Paulo Freire














Relaciono neste trabalho a grande importância que a ginástica exerce como um dos conteúdos da educação física escolar e seus inúmeros benefícios físicos e psicológicos que ela pode proporcionar através da sua prática.

Podemos dizer que a ginástica é uma atividade corporal completa, pois contribui para nosso desenvolvimento humano nos seus aspectos motor, cognitivo, social e afetivo. E suas capacidades requisitadas, que são: flexibilidade, equilíbrio, força e agilidade, servem de base para a prática de outros esportes e atividades. Os benefícios que podem ser obtidos através da ginástica, tendo como referência os estudos de Souza (1997), são:

- Coordenação: através do aprendizado dos fundamentos básicos da ginástica, o indivíduo desenvolve o equilíbrio, noção corporal e coordenação dos movimentos.

- Confiança: a ginástica proporciona confiança, pois são trabalhados os movimentos numa seqüência do mais simples para o mais complexo, onde se respeitam as habilidades e capacidades de cada um, de forma que com o progresso dos movimentos gímnicos (exercícios), o indivíduo se sentirá realizado e confiante em suas habilidades.

- Orientação de objetivos: como a melhora e aprendizado dos exercícios ocorrem através de seus esforços e estabelecimento de objetivos, metas, a ginástica traz esse valor ao indivíduo, que é “uma lição valiosa em qualquer idade”.

- Disciplina: o progresso nos movimentos depende da disciplina e esforço de cada um, onde a satisfação pessoal pelo resultado obtido é sua recompensa.

- Organização: todos nós devemos ser organizados em nossa rotina diária, e com a ginástica não é diferente. Através de sua prática, o indivíduo aprende a se organizar, concentrar-se em seus objetivos e assim preparar-se para enfrentar os desafios da vida.

- Criatividade: a ginástica vem proporcionar ao indivíduo que ele use da sua criatividade e imaginação em seus gestos, consiga se expressar melhor e seja desafiado a tentar novos exercícios e desafios.

Benefícios da ginástica geral para o escolar

O ambiente escolar é um espaço essencial para troca de conhecimento entre alunos e professores, isso quando bem aproveitado por ambos. Através da GG podemos aproveitar esses momentos preciosos das aulas de educação física, onde sua prática poderá trazer ao escolar benefícios diversos devido as suas características.
Deste modo, apresento algumas características e benefícios da GG apontadas por Toledo (2001) e Bertolini (2005), onde (Bertolini, 2005, p. 33) pontua esses benefícios em “[...] princípios e valores que desejamos que apareçam em nossas atividades”. São eles:

1-) Valorização Cultural
• Valorização da cultura de cada região;
• Valorização do indivíduo aproveitando suas vivências anteriores;
• Integra movimentos da cultura corporal, da Ginástica, das Artes e da Dança.

2-) Diversidade
• Podemos trabalhar com materiais convencionais e não convencionais;
• Valoriza-se o aluno individualmente, respeitando suas limitações;
• Promove a educação por ser uma atividade pedagógica.

3-) Regras simples
• Ausência de competição;
• Espaço livre de expressão, onde todos podem opinar;
• Não possui um número definido de participantes;
• Não existe faixa etária e sexo dos praticantes pré-estabelecidos.

4-) Criatividade
• Não possui elementos obrigatórios;
• Oportunidade de utilizar materiais diversos como: cordas, patins, entre outros;
• Proporciona a elaboração de coreografias;
• Possibilita a execução de coreografias de pequena e grandes áreas;
• Proporciona prazer, alegria, beleza e estética ao mostrar algo bonito.

5-) Interação Social
• Promove a socialização entre o grupo e as outras pessoas;
• Inclusão: proporciona a participação de todos (ex. aluno especial);
• Acessibilidade: todos podem participar, independe de idade ou fator econômico;
• Cooperação: eu faço ginástica com alguém e não contra alguém;
• Proporciona bem estar físico e mental, gerando melhor qualidade de vida.

A ginástica geral é um conhecimento a ser vivenciado no âmbito escolar, aonde chega a ser um desafio, pois ela é ainda um conteúdo pouco utilizado nas escolas, mas que vem se difundindo e ganhando mais espaço através de pesquisas de profissionais da área e elaboração de projetos.

De acordo com as definições de Ayoub (2004, p.68), podemos pontuar as principais características que diferem a ginástica geral das ginásticas de competição, e assim justificar sua inclusão no ambiente escolar.

Paralelo entre a ginástica geral e as ginásticas de competição

Ginástica geral
• Abrangente: ilimitado número de participantes
• não existem regras rígidas preestabelecidas
• caminha no sentido da ampliação
• comparação informal: não há vencedores ou “todos são vencedores”
• objetiva, sobretudo, o prazer

Ginásticas de competição
• Seletivas: limitado número de participantes
• regras rígidas preestabelecidas
• caminham no sentido da especialização
• comparação formal, classificatória e definida por pontos : busca-se um vencedor
• objetivam, sobretudo, o vencer

Ainda que seja uma aula mais “livre” para a imaginação do aluno, onde ele pode criar expressões e movimentos, é fundamental que seja elaborado um plano de aula adequado às diferentes faixas etárias, objetivando que os alunos vivenciem diferentes manifestações culturais, buscando conhecer as experiências e interesses dos alunos, fazendo com que eles tenham autonomia no sentido de dialogar, opinar, para que se trate de uma ação pedagógica, com os devidos objetivos, visando o desenvolvimento integral do aluno.
É importante que as aulas de educação física estejam inter-relacionadas com as outras disciplinas, fazendo parte do projeto pedagógico da escola.

As estratégias utilizadas durante as aulas para o ensino-aprendizagem podem ser compostas por:
Músicas, jogos corporais, vivências simbólicas, materiais variados, diversidade cultural, atividades individuais e em grupos, circuitos, elementos básicos, entre outros.

Algumas sugestões de materiais alternativos/não convencionais para serem confeccionados:
- papel crepon, barbante e jornal
- arcos: tubo de PVC
- bola de bexiga: bexiga
- bastão fino de madeira (cabos de vassoura)
- bexigas que são utilizadas para fazer desenhos de animais
- elásticos de costura
- fitas de cetim ou outro material
- cordas: diversos tamanhos

Sabemos que a obesidade é uma preocupação mundial, pois existe um índice
muito alto quanto a crianças obesas, onde as principais causas são a má
alimentação e o sedentarismo. Deste modo, devemos estimular a prática de atividades físicas, e a ginástica geral não exclui magros ou obesos, ela é destinada a todos, sem segregação.

Para que as aulas sejam vivenciadas e que haja inclusão de todos, é muito importante que o professor (a) lembre-se de “abrir mão da busca e formação de um talento no meio de vários alunos, pela busca do talento que cada um tem”
É preciso explorar o talento de cada aluno, individualmente, percebendo-o, elogiando-o, motivando-o, e assim fazer com que os alunos integrem-se, troquem informações, ampliando seus conhecimentos e havendo cooperação e participação de todos.

Gina Maria de Paula
Professora, MAPBV, licenciatura plena em Educação Física
Pós Graduada em Planejamento Educacional